Quinta, 30 de junho de 2022

AO VIVO

Auxiliadora 105.9 FM

Amambai/MS



Com aumento de casos de covid em MS, relembre: quando testar? O que fazer se der positivo?

Confira prazo para testagem com ou sem sintomas, onde testar, quando usar máscara e mais

08/06/2022 14:04

Estamos passando por uma alta na curva de contágio pelo coronavírus. Novo boletim epidemiológico sobre a evolução da Covid em Mato Grosso do Sul divulgado nesta terça-feira (7) mostrou que, em uma semana, foram registrados mais de 3.518 mil casos. O número é o maior dos últimos dois meses e evidencia o surgimento de uma possível nova onda da doença. O número de óbitos conta com quatro novos falecimentos nesta semana. Desde o início da pandemia, 10.575 pessoas morreram vítimas do vírus.

Outro dado que reforça a preocupação é do novo boletim InfoGripe, da Fiocruz, que mostra que a Covid-19 já responde por 59,6% dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) com identificação viral nas últimas quatro semanas, mantendo tendência de aumento no país. Os dados mostram que entre os casos de síndromes respiratórias que evoluíram para óbito 91% tinham identificação viral e testaram positivo para Covid.

Por isso, a probabilidade de pegar ou ter contato contado com alguém que pegue Covid atualmente é bem maior. Se algumas dessas situações acontecer, quais medidas devem ser tomadas? Confira algumas dessas respostas de acordo com protocolos do Ministério da Saúde adotados por estados e municípios em suas recomendações.

Do dia provável da exposição com alguém que testou positivo, qual o dia melhor para testar, considerando que pode estar assintomático, mas transmissível?

Para pacientes assintomáticos, a partir do 5º dia após o último contato com o caso confirmado. Para sintomático, de preferência entre o 3º e 5º dia após o início dos sintomas

Considerando que pode estar assintomático (tendo contato com positivo), qual a recomendação? Usar a máscara por quantos dias?

Não existe um número de dias específicos para usar a máscara. Depende da recomendação de médicos e autoridades sanitárias. Se a pessoa teve contato com alguém que testou positivo, a recomendação é se isolar, mesmo que não apresente sintomas. No caso de quem desenvolve sintomas, deverá permanecer em isolamento por sete dias, desde que, no final deste prazo, não tenha dificuldades respiratórias, febre e uso de antitérmicos há pelo menos 24 horas.

Se os sintomas permanecerem no sétimo dia ou o teste continuar com resultado positivo, o prazo deve ser estendido para dez dias. Para os assintomáticos, caso não seja possível realizar o exame por conta da escassez de testes na rede pública de saúde, a recomendação é cumprir a quarentena de pelo menos uma semana.

Nos dias seguintes, é importante reforçar as medidas de prevenção como o uso de máscara PFF2 em período integral e evitar qualquer tipo de aglomeração e contato com pessoas de risco, como idosos, pessoas com comorbidades e pessoas imunossuprimidas.

No caso de pessoas que estão sintomáticas, mas testaram negativo, é preciso repetir o teste? Com quantos dias? Pode voltar no posto? Recomenda-se que fique em isolamento ou adote máscaras?

Se uma pessoa faz o teste rápido três dias após ter tido contato com um amigo com covid-19, o teste muito provavelmente dará falso-negativo mesmo que ela esteja com o vírus. Essa pessoa poderá desenvolver os sintomas em até 14 dias, e transmitirá o vírus para muitas outras pessoas. Se uma pessoa apresenta quadro gripal iniciado há um dia e faz o teste RT-PCR, pelo fato do pico da carga viral ser após 3 a 5 dias de sintomas, o exame tem chances de dar falso-negativo, mesmo com a pessoa estando doente.

Então, vale a pena fazer algum teste para saber se tem/teve covid-19 por conta própria? Não. É importante discutir isso com seu médico, pois ele saberá a real importância do exame para você e irá indicar a medida preventiva certa.

Se uma pessoa testa positivo no posto de saúde em Campo Grande, ela pode voltar à unidade para saber se está negativada e, assim, retomar atividades presenciais? Existe um prazo dado por quem testa?

Pelo protocolo do Ministério da Saúde, não. Se a pessoa cumpriu o período de afastamento e não apresenta mais sintomas, pode voltar às atividades sem novo teste. Porém, se quiser testar, basta voltar ao posto de saúde.

Onde testar?

Unidades de saúde e farmácias.

Fonte: Midiamax