Quarta, 06 de julho de 2022

AO VIVO

Auxiliadora 105.9 FM

Amambai/MS



Polícia acompanha reintegração de posse na Feirinha da Madrugada em SP

Processo foi movido pelo consórcio Circuito de Compras, que tem a concessão do famoso centro comercial do Brás, para administrá-lo pelos próximos 35 anos.

08/04/2018 11:33

Comerciantes protestam atrás de grades de isolamento contra reintegração de posse da Feirinha da Madrugada (Foto: Reprodução/GloboNews)

Polícia Militar acompanha na manhã deste domingo (8) uma ação de reintegração de posse na Feirinha da Madrugada, centro de comércio popular no Brás, no Centro de São Paulo. Houve confronto com comerciantes.

A ordem de reintegração do juiz foi lida por volta das 6h45 da manhã. Alguns dos comerciantes ainda retiravam as mercadorias de seus estandes às 7h30, enquanto a permanência no local ainda era negociada, quando a Tropa de Choque iniciou a ação.

Bombas de efeito moral foram jogadas. A reportagem da GloboNews viu uma pessoa ser retirada com ferimentos que teriam sido causados por balas de borracha, segundo os populares. A polícia nega, no entanto, o uso do dispositivo.

A reintegração havia sido ordenada em 20 de fevereiro pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). O processo foi movido pelo consórcio Circuito de Compras, que tem a concessão do local para administrá-lo pelos próximos 35 anos.

Por volta das 10h, retroescavadeira entraram no local, indicando que a intenção da dona do terreno seja derrubar a estrutura atual. A polícia isolou o local com grades, atrás da qual comerciantes ainda protestam.

Confusões, CPI do contrato e terreno contaminado

A Feirinha da Madrugada tem um histórico de protestos de comerciantes, contestação do contrato de concessão e denúncias de contaminação no local.