Quarta, 06 de julho de 2022

AO VIVO

Auxiliadora 105.9 FM

Amambai/MS



Prefeituras de MS ainda não preveem volta de medidas restritivas diante dos novos de casos de Covid

Em alguns municípios do Brasil, o aumento no número de casos e mortes de Covid-19 estão levando as prefeituras a retomarem a atenção com a pandemia

26/05/2022 13:34

Em alguns municípios do Brasil, o aumento no número de casos e mortes de Covid-19 e a queda no ritmo de vacinação estão levando as prefeituras a retomarem a atenção com a pandemia. Cidades como Londrina (PR), Petrópolis (RJ) e Poços de Caldas (MG) recomendaram a volta do uso de máscaras em locais fechados.

Em Mato Grosso do Sul, que também enfrenta a queda no ritmo de vacinação, as prefeituras das cidades com maior incidência da doença na última semana ainda não preveem a volta de medidas restritivas ‘mais firmes’ contra a Covid-19. Conforme o boletim epidemiológico da SES (Secretaria de Estado de Saúde), divulgado nesta terça-feira (24), foram registrados 409 novos casos e 15 mortes em decorrência da Covid-19.

Evolucao Covid MS

Dos novos casos confirmados com a doença, a maior incidência é no município de Costa Rica, com 41 registros. Em seguida estão: Jardim (32), Campo Grande (30), Coxim (25), Maracaju (25), Bataguassu (31), Sidrolândia (24), Paranaíba (20), Naviraí (19) e Ponta Porã (18).

Quanto aos 15 óbitos, 12 estão localizados no município de Campo Grande. Os demais aconteceram em Três Lagoas, Vicentina e Maracaju. As vítimas tinham idades entre 51 a 101 anos. A maior parte das vítimas tinha história de comorbidade, como doenças neurológicas, cardiovasculares e crônicas.

Novos casos de Covid

Jornal Midiamax procurou a prefeitura de Costa Rica, cidade a 339 quilômetros de Campo Grande, que informou por meio da Secretaria Municipal de Saúde, que tem feito continuamente o monitoramento da evolução da Covid-19, além de orientações sobre a importância da vacinação, que ainda é a principal medida no combate à doença. 

“Quanto à adoção de medidas mais restritivas, a Prefeitura informa que vai aguardar novas orientações ou recomendações feitas pela SES (Secretaria de Estado de Saúde), como vem sendo feito desde o início da pandemia”, informou por nota. 

A Secretaria Municipal de Saúde também destacou que já fez a recomendação da retomada do uso de máscaras, tanto para servidores como para pacientes, em todas as Unidades de Saúde do município. 

Já a prefeitura de Coxim, município a 253 quilômetros de Campo Grande, informou por meio da assessoria de comunicação, que, até o presente momento, não há pretensão de retorno de medidas restritivas.

“Isso porque a maioria dos casos registrados foram consequência de surtos em algumas localidades, tais como unidades de saúde e ambientes escolares, locais esses que já receberam intervenção da Vigilância Sanitária do Município e reforçaram os protocolos de biossegurança internos”, informou.

A prefeitura ainda informou que,  até o momento, os 25 novos casos registrados, não necessitam de internação, ou seja, se recuperam em casa, diante dos sintomas extremamente leves. “Continuamos incentivando a população a tomar a vacina contra a Covid-19, bem como, estamos intensificando campanhas de demais vacinas como sarampo e gripe”, destacou.

Por fim, a prefeitura de Campo Grande, destacou que a Capital possui um Comitê Intersetorial de Enfrentamento à Covid-19 que se reúne de forma periódica para analisar o cenário epidemiológico da doença e deliberar sobre as medidas a serem adotadas. 

“Neste momento, não há nenhum indicativo para a retomada de medidas restritivas, no entanto esse quadro pode ser alterado, havendo necessidade. Atualmente, o Município mantém como obrigatório o uso de máscaras em unidades de saúde, hospitais e no transporte coletivo como medida de prevenção. Nos demais locais o uso do equipamento de proteção individual é facultativo. Outras medidas não farmacológicas, como disponibilização de álcool em gel 70% e distanciamento social continuam sendo recomendadas”, informou.

Fonte: Midiamax